Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Inacreditável o estado a que "isto" chegou!

Em jeito de parágrafos telegráficos, algumas verdades:
Portugal está sozinho nesta Europa que finalmente deixou cair a máscara: apenas interesses puramente egoísticos fazem a “União” de Países que estão, afinal, de costas voltadas uns para os outros.

Portugal, sozinho, já foi vencido nesta batalha dos “mercados”.

Soberania da Nação é termo que perdeu simplesmente todo o sentido nestes últimos 36 anos, aqui neste rectângulo.

Apenas uma Europa coesa, que desse “luta” aos especuladores, salvaria cada um dos países, “de per si”, dos “unos” desta era contemporânea.

Interrogo-me o que pensariam desta loucura os governantes do Estado Novo, como Salazar ou Caetano, caso ainda vivessem?

Ela não teria sido possível com o empenho, a coragem e a determinação daqueles. Primeiro estava a Nação, ou seja, todos nós, e não interesses subterrâneos. Mas, obviamente que nestes últimos anos apenas gente desonesta e medíocre nos tem (des) governado.

Vivemos num País sem destino e sem esperança no Amanhã.

Etiquetas:

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Pentágono... HELP US! O novo míssil X-51.

Vem relatado no Jornal “I” que o novo míssil X-51 norte-americano faz 2 mil quilómetros em menos de 20 minutos, podendo atacar assim qualquer alvo no planeta em menos de uma hora!


Por acaso o Pentágono não nos poderia ajudar e lançar um X-51 ali para as bandas do Largo do Rato e São Bento, especialmente em dia de reunião plenária?

Etiquetas:

domingo, 25 de abril de 2010

25 de Abril? Não: 28 DE MAIO!

Após 36 anos sobre o 25 de Abril, constatamos que, afinal, estamos "bem precisados" de um novo...
28 de MAIO!

Etiquetas:

Jean-Marie Lustiger e a Europa, ou seja, todos nós...

A reedição (creio que ainda só em França) de textos do Cardeal Jean-Marie Lustiger (1926-2007), sobre a Europa e a sua História, vem apenas confirmar o drama dos nossos dias:

Diz ele: "Le seul point vraiment commun (da Europa) a été l’évangélisation chrétienne qui a donné à ces groupes divers une âme commune".

Esta unidade, que apenas a Fé proporcionou, inspirou os fundadores da União Europeia, como o cristianíssimo Robert Schuman, desejosos de reconciliarem as Nações após o grande Mal de 39-45.

De facto, não se pode preparar o futuro ignorando as raízes da nossa História.
Infelizmente, hoje não temos políticos com Fé: nem com uma pitada de fezinha... a não ser nos (obscuros) negócios, claro!

Etiquetas:

terça-feira, 13 de abril de 2010

Jacinta.

Estive em Fátima neste fim-de-semana com as Irmãs Reparadoras de Nossa Senhora de Fátima, as quais promoveram no Sábado as IX Jornadas de Espiritualidade Reparadora, tendo como centro de reflexão a Jacinta, pastorinha de Fátima, que foi escolhida por Deus para divulgar a necessidade que todos temos de espalhar a Mensagem da Reparação.

Não me quero alongar aqui sobre as vicissitudes do dia, nem fazer a “reportagem” das Jornadas, mas apenas salientar a qualidade inexcedível das diversas comunicações e, sobretudo, o meu despertar para essa menina que, afinal, esteve na génese do Mistério de Fátima.

Impressionada pela visão do inferno e pelo mistério da eternidade, Jacinta não se poupou a nenhum sacrifício tendo no horizonte a conversão dos pecadores.

Lúcia, a sua prima, escreveu nas suas Memórias: "Jacinta era também aquela a quem, me parece, a Santíssima Virgem deu a maior plenitude de graças, conhecimento de Deus e da virtude. Ela parecia reflectir em tudo a presença de Deus."

Que o seu exemplo de Fé, abnegação, sacrifício em prol dos outros, possa tocar os corações endurecidos de tantos portugueses e portuguesas, que mais parece terem vendido a alma ao Inimigo!

Etiquetas:

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Maddalena ai piedi di Cristo.

Ontem à noite, Quinta-Feira Santa, fomos ao CCB, com a nossa querida amiga M.C., assistir à oratória “Madalena aos pés de Cristo” (em italiano tem outro sabor: “Maddalena ai piedi di Cristo”).

O CCB, com a sua maravilhosa orquestra residente - “DIVINO SOSPIRO” – e sob a direcção de Enrico Onofri, apresentou-nos um elenco de sonho: destacaria Gemma Bertagnolli, soprano, que encarna Maddalena, Maria Hinojosa Monteenegro, soprano, que interpreta Marta, Paz Martinez Gil, contralto, que desempenha o papel do Amor Terreno (e não será por acaso que a beleza desta intérprete nos faz pensar que muitas vezes caímos precisamente pela sedução daquele…).

Peça emocionante, composta em 1700, revela-nos a escolha de Madalena entre o Bem e o Mal, vencendo aquele como bem sabemos…apesar de tudo!

Hoje, Sexta-Feria Santa, vamos meditar nesse grande Mistério que foi a Paixão e entrega de Jesus Cristo por todos nós. E vamos também ficar aos pés de Jesus, a única fonte da nossa Esperança.

Etiquetas: