Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Do Amor III



Marcelino, fonte de desencontros, mas meu amor tardio. Os homens dificilmente se entendem. Porém, descobri nos teus olhos agora tão expressivos a luz da ternura. A tua mão estendida, os traços do teu rosto algo interrogativos, a olhar para a linha do horizonte.
As derradeiras imagens que de ti fixei constato agora que foram um milagre, estou certo disso. Um milagre de redenção para mim.

Rezarei por ti até ao fim dos meus dias.




Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home