Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sábado, 27 de março de 2010

Postal de Roma I



Tenho vindo a adiar a visita a Roma ao longo dos anos mas, desta feita, aqui vim, com a minha “compagnon de route".

Todavia, parece que o "Inimigo" não quer que visitemos a "Cidade Eterna", pois tudo tem corrido mal: um quase derrame no avião, devido à pressurização, ou melhor, à falta dela (estou em crer que a Easy Jet deve poupar em todos os aspectos da energia...), dores de cabeça, dores de ouvidos, stress (vejam bem, stress em férias!). Enfim...

Cansados e com os pés “amassados”, vimos já alguma coisa do muito do que esta cidade tem para oferecer: Piazza Di Spagna, Piazza Navona, a espectacular Piazza Della Rotonda, o “Templo” de Adriano (do qual gostei imenso, certamente devido à influência de Yourcenar), a dramática Fonte di Trevi, que nos esmaga com a sua beleza mas, lamentavelmente, cercada por centenas de turistas os quais, como se sabe, não passam de predadores.

De facto, é isso que me desagrada nesta cidade: demasiado bulício, seja de dia, seja de noite, magotes de gente em massas compactas desfilando pelas ruas… tão diferente de Pádua, por exemplo…(mas lá é outro estilo de turismo é certo…).

Das Igrejas que visitámos até agora, as que me agradaram especialmente, foi a de Santo António dos Portugueses, com uma imagem esplendorosa de Nossa Senhora, com as armas de Portugal aos pés, um lindíssimo Santo António, e a de Santa Maria Madalena, esta pequena mas acolhedora, com o seu estilo interior barroco, e com imagens deliciosas de Nossa Senhora e do Sagrado Coração de Jesus.

A não perder as pinturas de Caravaggio, na Igreja de San Luigi dei Francesi…

O Vaticano está em lista de espera para a semana…

Mal está o comportamento dos romanos, rudes e selvagens, independentemente do
seu estrato social. Como microcosmo, para esquecer…


Nota: na foto, os Santos que, na Idade Média, criaram uma nova Primavera para a Humanidade - São Francisco e Santo António, aqui ladeando a Mãe de Jesus.

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home