Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Palavras loucas I


Vem e toma conta de mim!...

Tu, que me atormentas a alma com a dor da tua indiferença, do teu esquecimento, do teu silêncio…

Ao menos protege-me das desilusões,

Agarra os meus desejos mais ardentes

E apaga de vez a chama do prazer.


Faz-me ao menos puro ou quase…

E protege-me de mim mesmo…




Nota: A imagem é da autoria da fotógrafa Carla Salgueiro e tem o título "I'm free to do what I want".

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Pecadormeconfesso said...

Temos poeta? Já percebi. Quem inspirou?

terça-feira, janeiro 15, 2008  
Blogger Th.M. said...

Vá lá, não deixe que se apague a chama do prazer.

terça-feira, janeiro 15, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

Hum... isto da Poesia... olhe, pecadormeconfesso, nos idos da minha juventude muita "poesia" eu gostava de escrever... ainda tenho para aí resmas...olhe, hei-de procurar...

A inspiradora... olhe foi a Cleo e a Ni: elas são as culpadas... fizeram-me voltar a "pensar" na escrita poética... não é que eu consiga claro, mas isso é outra coisa ahahah...

terça-feira, janeiro 15, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

Th.m., realmente a chama do prazer é difícil de manter acesa; "ele" há tanta coisa a tentar apagá-la... é o medo do próprio prazer (será pecaminoso?), é um certo pudor que nos tolhe... são as nossas crenças que nos fazem reter o gesto amoroso... que sei eu...

terça-feira, janeiro 15, 2008  
Blogger Cleopatra said...

HUmmm que bom escrever e ser inspirado! melhor ainda ser inspiradora.
Quem será a inspiração?

quinta-feira, janeiro 17, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

HUM.......................

quinta-feira, janeiro 17, 2008  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home