Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Preservemos a Beleza, o Amor e o Mistério da Vida!


O amor que une um homem e uma mulher leva-os a experimentar a Beleza em muitas vertentes.

Os filhos poderão ser uma dessas vertentes e um reflexo dessa Beleza; um dos frutos do amor.

O homem, obra suprema do Criador, pode tornar-se também, à sua escala, criador de Beleza.
A liberalização da prática do aborto, proposta no referendo que neste Domingo, Dia do Senhor da Vida, estará nas nossas mãos permitir, ou não, neste nosso Portugal, Nação "fidelísima", configura, só por si, um retrocesso civilizacional. É preciso conciliar, nos casos difíceis da vida, o drama vivido pela mulher que vai ser mãe e a vida frágil que nela se encontra. É necessário que o Estado cuide dessas duas vidas, ambas frágeis, dando viabilidade a ambas, e não que permita a destruição de uma delas.

Não deixemos matar a Beleza, o Amor, a Poesia!

Que imagem mais bela que esta pode o homem criar?

2 Comments:

Blogger Cleopatra said...

Ai que saudades dos meus bébés....

sexta-feira, fevereiro 23, 2007  
Blogger Cabral-Mendes said...

Tão queridos que eles são...

sexta-feira, fevereiro 23, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home