Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Províncias Ultramarinas - O erro de "alguns" africanos...

"Ao expulsarem os portugueses, os africanos cometeram o mesmo erro que nós ao expulsarmos, há 400 anos, os judeus (...). Os grandes países modernos fizeram-se com imigrantes, com misturas de imigrantes e indígenas. Os PALOP precisam deles, não de cooperantes"

Agostinho da Silva, citado por Fernando Dacosta, in "Os Mal-Amados", Casa das Letras, 4ª Edição, 2008, fls. 242.

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger al cardoso said...

Mas como nao entenderam isto, estam a "construir" um pais, ainda com a riqueza mais mal distribuida, do que no tempo em que eram so "Provincias Ultramarinas"!

segunda-feira, agosto 30, 2010  
Blogger C.M. said...

A riqueza agora vai para o Presidente Eduardo dos Santos e seus apaniguados...o povo é completamente esquecido. Mas não faz mal, não é "colonialismo"...

terça-feira, agosto 31, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home