Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Les rêves de l'enfance


Hoje a Júlia, na sua página do Facebook, colocou o vídeo desta canção maravilhosa, da Anne-Marie David.

Que "baque"!! Sempre amei esta canção! E que dor no peito, que nostalgia eu senti agora, neste instante em que escrevo estas linhas e a oiço! Tenho vontade de chorar, não sei bem porquê...talvez por tudo...

Deve ser a crise dos 50... e eis uma foto que nos mostra a ainda bela Anne-Marie. Uf, que alívio, ainda está connosco...


Aqui vai a letra:


Tu Te Reconnaitras
Dans les rêves de l'enfance
Dans l'élève que le maître a puni
Dans la gare où commence
La première aventure de la vie
Dans celui qui doute
Dans celui qui croit

Tu verras
Tu te reconnaîtras
A chaque instant
Dans chaque joie
Dans chaque larme

Tu verras
Tu te reconnaîtras
Dans cet enfant
Parmi ces gens
Tous comme toi

Dans les rêves de l'artiste
Que la gloire n' a jamais couronné
Dans ce monde égoïste
Qui renie ce qu'il a adoré
Dans ceux qui ont peur
Dans ceux qui ont froid

Tu verras
Tu te reconnaîtras
A chaque instant
Dans chaque joie
Dans chaque larme

Tu verras
tu te reconnaîtras
Dans cet enfant
Parmi ces gens
Tous comme toi

Tu verras
Tu te reconnaîtras
Dans cet amour
Que j'ai pour toi
Oui tu verras
Tu te reconnaîtras

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger JúliaML said...

abraço amigo!

quarta-feira, julho 28, 2010  
Blogger C.M. said...

Abraço! Um dia ainda nos encontramos no Porto...

quarta-feira, julho 28, 2010  
Blogger Nadinha said...

Chorar não é necessariamente uma coisa má. Significa que está vivo por dentro e que experimenta emoções estéticas. Em Florença, estão a fazer testes sobre o efeito fisiológico das obras-primas. É o efeito Stendhal

http://www.guardian.co.uk/artanddesign/jonathanjonesblog/2010/aug/02/art-ill-stendhal-syndrome

sexta-feira, agosto 06, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home