Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Vários dentro de nós.



"Como acontece a todos os homens, há vários homens dentro de ti: há o que sonha em abraçar o mundo e há o que quer um lar e precisa de colo"

Margarida Rebelo Pinto, "Diário da tua ausência" - fls. 90.

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Margarida said...

Eu andava a evitar comentar estes trechos, devido ao que teria para escrever, mas tenho de reconhecer que para uma apreciadora da Stephenie Meyer, tenho de estar mesmo é muito caladinha...
;)
...V.Exa. é surpreendente... (é o máximo que posso aventar)

quarta-feira, julho 14, 2010  
Blogger C.M. said...

Stephenie Meyer? Aquela dos...hã... hum... pois...

Nós somos surpreendentes... agora ando nesta fase da Margarida... da outra...

quinta-feira, julho 15, 2010  
Blogger Margarida said...

C.M., não acredite em tudo o que ela escreve..., mesmo que lhe apeteça...
;)

quinta-feira, julho 15, 2010  
Blogger C.M. said...

pois...por vezes até apetece...

segunda-feira, julho 19, 2010  
Blogger Margarida said...

Oh, C.M., não me apraz nadinha 'senti-lo' assim tristonho (ou 'só' melancólico?)...
Vá..., as coisas mudam (mesmo que demore) e isto é como um 'rollercoaster'...
Ainda há-de rir muito e gostosamente, verá...
(sei do que falo...)
Nada é permanente.
Nem a felicidade.
(ou sobretudo ela)
Aproveite cada graminha.
:)

terça-feira, julho 20, 2010  
Blogger C.M. said...

Ambas as coisas, Margarida.

Os anos passam e cada dia desperdiçado é um crime...

terça-feira, julho 20, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home