Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Saudades de Jesus



É tarde (é o costume...). Duas horas da manhã...


Estou a ultimar um processo que não quereria deixar pendente para o fim das férias judiciais. E, como de costume, vou ouvindo a "minha" música. Hoje, o também esplendoroso Johann David Heinichen. Este "Te Deum Laudamus" transporta-me para outras paragens, para os horizontes sem fim que o Senhor prometeu ao Seu Povo eleito, que somos todos nós que N'Ele cremos e que, esforçadamente, O tentamos seguir.


Pena é que o nosso coração não esteja sempre assim tão leve, pois que muitas vezes ocupado está com estas coisas terrenas, como o Direito, mas... a isso somos obrigados: "comerás o teu pão com o suor do teu rosto"...


Tive de interromper o que escrevia para vir aqui "desabafar", neste último dia do ano de 2008, este amor que me "persegue" e que eu não sei como corresponder: limitado como sou, sei que não o mereço, mas tenho esperança que dias virão em que poderei meditar com mais tempo e tranquilidade neste Mistério tão grande que me traz assombrado! Por tudo o que Ele representa, toda a Sua coragem enquanto humano como nós, pela Sua Bondade Divina.


Pela Sua Sombra que me acolhe, e que do fundo do Tempo me foi buscar.


Jesus, como eu te Amo! Como tenho saudades de Ti!



Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Margarida Pereira said...

... não entendo a saudade...; Ele está dentro de nós, não é?...

quinta-feira, janeiro 01, 2009  
Blogger C.M. said...

Está sim... mas afirmo isto no sentido de Santo Agostinho; e também devido à "distância" que nos separa dos seus passos dados aqui há dois mil anos; por vezes, eu lebrar-me como teria sido maravilhoso ser contemporâneo de Jesus, andar com Ele..., tê-lo visto ali, ao pé de mim, e segui-l'O...

sábado, janeiro 03, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home