Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

segunda-feira, 31 de março de 2008

Anunciação do Senhor - Nossa Senhora da Encarnação.


Hoje a Igreja celebra a Anunciação do Senhor, a Encarnação do Filho de Deus.

É o Verbo Divino que assume a nossa natureza humana, “sujeitando-se” ao Tempo e ao Espaço.


Hoje é o dia em que a eternidade entra no “nosso” Tempo.


Mas a Encarnação do Filho de Deus foi precedida pelo "fiat" de Maria. Assim, esta é também e necessariamente uma festa mariana: “Fiat mihi secundum verbum tuum”- “Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38).


Cumpriu-se assim a profecia de Isaías do Antigo Testamento: "Por isso, o Senhor, por sua conta e risco, vos dará um sinal. Olhai: a jovem está grávida e vai dar à luz um filho, e há-de pôr-lhe o nome de Emanuel" (Is 7,14).


Meu Deus, quisestes que o vosso Verbo se fizesse homem no seio da Virgem Maria; dai-nos a graça de participar da Sua divindade, nós que O proclamamos, com o nosso coração, e à semelhança de São Tomé, “Meu Senhor e Meu Deus” !






Nota: Pintura de Dierick Bouts (c. 1410-1475); têmpera e óleo (?) sobre madeira transpostos para tela. Creio que um dos quadros mais belos sobre o tema - pleno de mensagens.

Segundo notas do Museu Gulbenkian, "a ordem do visível remete o observador para o domínio da espiritualidade – a luz que anuncia o Salvador, a pomba que assinala a presença do Espírito Santo, a “cruz” que prenuncia a Paixão. A paisagem, ainda que povoada de detalhes realistas à maneira flamenga, obedece, também ela, a uma estética fundamentada na esfera do sagrado: é para a árvore da vida que convergem numerosas linhas de fuga e é no muro do jardim, alusão ao Paraíso, que o pavão, símbolo da vida eterna, aparece posicionado. A impassibilidade serena das figuras elegantes, representadas num interior do século XV, corresponde a uma característica singular do estilo de Bouts".

Etiquetas:

8 Comments:

Blogger joaquim said...

E hoje é dia de São José, na festa transferida de 19 de Março, por causa da Semana Santa.

Por isso, Bom dia do Pai.

Abraço amigo em Cristo

terça-feira, abril 01, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

Um Abraço para si também, Amigo Joaquim.

terça-feira, abril 01, 2008  
Blogger Júlia Moura Lopes said...

vivi anos a comemorar mais esse dia de Pai e este ano esqueci..

quarta-feira, abril 02, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

Este comentário foi removido pelo autor.

quarta-feira, abril 02, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

O escrever depressa dá nisto: erros...

Bem, estava eu a querer dizer que...

Júlia, e eu estou confuso: num calendário que tenho (Calendário Antoniano, publicado pelos frades capuchinhos de Coimbra) vem referenciado como sendo dia de São José (logo, dia do pai) o dia 1 de Abril... (referenciado com o título de "São José, esposo da Virgem Santa Maria").

Estas datas não deveriam ser modificáveis... já não sei qual a original... deverá ser, como disse o Joaquim (ele sabe destas coisas...), a 19 de Março...

Já o "Dia da Mãe" também é hoje uma confusão...

quarta-feira, abril 02, 2008  
Blogger Júlia Moura Lopes said...

Ah! Então, não esqueci! :-)
É a 19 de Março,sim! Porque eu fiquei sempre com a ideia que falei com o meu pai pela última vez no dia do Pai, que foi num 19 de Março.

quinta-feira, abril 03, 2008  
Blogger joaquim said...

A explicação é simples:

Durante a Semana Santa não há lugar a qualquer festa, precisamente por ser a Semana Maior da nossa Fé, bem como durante a semana a seguir chamada da Oitava da Páscoa.
Assim todas as festas que "calhem" nestas semanas são transferidas para os dias a seguir a estas semanas.
Ou seja:
Festa da Anunciação do Senhor
25 de Março transferida para 31 de Março
Festa de São José, Esposo da Virgem Maria (Dia do Pai)
19 de Março transferida para 1 de Abril.

Espero ter esclarecido no meu fraco saber a razão da "confusão".
Infelizmente e sobretudo por razões económicas, (proximidade do Natal/presentes) o Dia da Mãe foi retirado de 8 de Dezembro, Dia da Imaculada Conceição, para o, salvo o erro, 1º Domingo de Maio, o que significa que as Mães não têm um dia fixo, o que eu acho uma vergonha...
Até pode calhar a 1 de Maio, célebre Dia do Trabalhador!!!

Abraço amigo em Cristo

quinta-feira, abril 03, 2008  
Blogger Cabral-Mendes said...

Obrigado, Joaquim amigo, pela sua explicação. Estes calendários...
Um bjs, Júlia...

sexta-feira, abril 04, 2008  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home