Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sábado, 29 de março de 2008

Madrid libertada há 69 anos!


A superioridade moral, estratégica e militar do General Franco, Caudilho pela Graça de Deus, e a unidade que imprimiu às forças que se opunham ao comunismo e ao ateísmo, permitiram-lhe a vitória sobre a nefasta República.
República essa que até efectuou "fuzilamentos" de estátuas representando o nosso muito amado Nosso Senhor Jesus Cristo!

Em 28 de Março de 1939, “Madrid voltou a ser Espanhola!”
Foi o título que o jornal português “A VOZ”, do dia seguinte, 29 Março (faz hoje 69 anos), adoptou para a sua primeira página.
Nela ainda se podia ler, em subtítulo: “A população madrilena, verificado o fim do pesadelo, saiu para a rua a aclamar as tropas libertadoras”.

Arriba Espanha!

Quem nos dera ser hoje também libertados destes republicanos jacobinos que nos (des) governam!

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Cleopatra said...

Gosto destes textos. Gosto de História.

sexta-feira, abril 04, 2008  
Blogger filomeno2006 said...

Pois foi

sábado, janeiro 24, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home