Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Orações muito minhas da Semana Santa (VI): Sexta-feira Santa: A Morte de Jesus.


A Liturgia da Palavra, segundo Isaías, S. Paulo e S. João, conduzem-nos ao Mistério do sofrimento e Morte de Jesus.



A Paixão de Nosso Senhor surge como uma obra de expiação em benefício de todos nós.


A Morte física de Jesus é causa de salvação de toda a Humanidade. De ontem e de hoje. Dos Seus contemporâneos e dos de hoje.


A Cruz é assim sinal da Sua Glória.


Não me perguntem porquê, pois não sei responder. Mas andei anos a reler e a tentar perceber esta frase de João Paulo II, que tenho, há anos sem fim, no meu pequeno escritório, num postalinho:


"A Cruz de Cristo é, em certo sentido, a última palavra da sua mensagem e da sua missão messiãnica".



Foi gente como nós que gritou pela morte de Jesus.

E Ele a permitiu.

Hoje, se Jesus aparecesse fisicamente a todos nós, provavelmente seria, de novo, dramaticamente rejeitado.


Nós, que vivemos a Fé, sentimos, com grande dor, o peso e a responsabilidade dos nossos pecados.

Esta época do ano é por demais propícia à nossa procura individual de reparação.

Nesta Sexta-Feira Santa, resta-me pedir a Jesus que me dê alento para também com Ele levar a Cruz de todos os meus dias.

Maria Santíssima, dá-me um pouco do Teu amor para que eu seja digno de acompanhar os passos do Teu Filho!

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home