Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sábado, 15 de dezembro de 2007

A celebrar o nascimento de Jesus...



Acabo de chegar a casa. Nesta noite, no Centro Cultural de Belém, assisti à “ Oratória de Natal”, de Johann Sebastian Bach, centrada na celebração do nascimento de Jesus.

A peça foi executada pela Akademie fur Alte Musik de Berlim e o Rias Kammerchor, agrupamentos estes representativos da música barroca.

Dá que pensar que a sua estreia já ocorreu no longínquo Natal de 1734… em Leipzig estava-se na manhã de Natal (manhã de natal... tão lindo...) e Bach, na Igreja de São Nicolau, dirige a Cantata de Natal que ele próprio acabara de compor para a ocasião, e que celebra a chegada de Maria e de José a Belém, onde irá nascer Jesus.


Como nos sentimos pequeninos perante o Tempo… recorda-me que somos apenas pó… umas areiazinhas na imensidão deste Mistério em que estamos mergulhados…

10 Comments:

Blogger Cleopatra said...

Como nos sentimos pequeninos perante o Tempo

sábado, dezembro 15, 2007  
Blogger gasolina said...

A intemporalidade das coisas belas.
Dá que pensar.

Um beijinho.

sábado, dezembro 15, 2007  
Blogger Cabral-Mendes said...

sentimo-nos mesmo pequeninos..

... as coisas belas são intemporais, não têm "época" ou "moda"... são eternas...

Beijinhos...

domingo, dezembro 16, 2007  
Blogger Cleopatra said...

Reparei agora no seu perfil e na definição que dá de si próprio e, embora não seja onárquica, nem republicana, eu acho que sou mais anarca! Risos! Digo-lhe uma coisa; eu, lamento a perda do Império.
Não me inetressa como ocorreu ou ocoreria.
lamento mesmo que tenhamos sido um império para nada de nada.
E agora somos apenas um povo que desbravou novos mundos, fez disparates e voltou a fazer disparates.
E o Império... alguém se lembra de que fomos um império?

domingo, dezembro 16, 2007  
Blogger ALC said...

Este comentário foi removido pelo autor.

domingo, dezembro 16, 2007  
Blogger Cabral-Mendes said...

Demos novos mundos ao mundo, é um facto; a par da Espanha, fomos uma potência mundial. Modelámos o mundo, criámos novas civilizações e, se não têm sido os (nefastos)ventos da História, poderíamos ter feito uma parceria sem paralelo no mundo, com os povos africanos: uma nova sociedade onde todos poderiam conviver, no meio da fraternidade e da abundância. Tudo foi destruído: nada restou para nós e para os negros africanos. Hoje, os povos africanos estão na mais negra miséria, enquanto os Eduardos dos Santos reservam 3 andares do RITZ na Cimeira de Lisboa e a senhora dos Santos aproveita para ir ao Hospital da Luz (privado) pois os belos hospiais que Portugal construíu em Angola estão destruídos, sem médicos capazes e sem equipamento...

Hei-de voltar a este tema com mais vagar...

domingo, dezembro 16, 2007  
Blogger joaquim said...

O tempo é invenção do homem...Deus não tempo...Deus é.

Por Sua graça também um dia poderemos ser, com Ele.

Abraço amigo em Cristo

segunda-feira, dezembro 17, 2007  
Blogger Cabral-Mendes said...

Está bem visto, Joaquim... não me tinha lembrado disso... o Tempo é invenção do Homem...

terça-feira, dezembro 18, 2007  
Blogger redonda said...

Vinha só desejar um Feliz Natal, mas perdi-me a ler o que ainda não tinha lido.
Portanto, agora é que é: Um Feliz Natal e Um Òptimo Ano Novo.
um beijinho
Gabriela

segunda-feira, dezembro 24, 2007  
Blogger Cabral-Mendes said...

Olá Gabriela: obrigado pelos seus votos, e um Santo Natal para si! Boas entradas!

terça-feira, dezembro 25, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home