Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Às Trindades


No pequeno oásis da Praça de Londres,
às Trindades,

sob a sombra protectora das árvores sinto mais que nunca a tua ausência.

Neste espaço milagrosamente perfeito
(opus do Estado Novo)


onde harmoniosamente se conjuga a Natureza e a pedra trabalhada pelo Homem
vejo as horas escorrerem-me das mãos sem ter a tua doce companhia.

Esta hora também é divina devido a esta luz que parece incendiar o coração.

Tão diferente do fim do dia
em que a Poesia me desaparece misteriosamente do corpo e da alma.

Porquê?

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home