Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Combatentes "Sem-Abrigo" do Ultramar Português.


Segundo o “Público”, “A Associação de Combatentes do Ultramar Português (ACUP) estima que existam duas centenas de antigos militares a viver nas ruas (de Lisba) e a travar todos os dias a sua derradeira batalha: a da sobrevivência.”

Coloco aqui o comentário de um ex-combatente, àquela notícia, que outras palavras não são necessárias:


"A todos que lutaram na frente de combate como Guiné, Angola e Moçambique este é o meu caso" só nos resta uma coisa. Como à quarenta anos pegar nas armas e levar na frente todos estes aldrabões, vigaristas e aquele refractário que está sentado na assembleia da república já à mais de trinta anos e que passa a vida na caça e almoços. Muito mais haveria a dizer como por ex. sobre pcp que estiveram sempre ao lado dos que forneciam armas na altura ao nosso inimigo Mas o povo tem fraca memória."

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home