Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Poesia Eterna














Hoje fui ouvindo, enquanto trabalhava, a Françoise Hardy, aquela cuja voz prometia o céu na terra e um mundo feliz lá muito longe... lá naquela Paris mítica dos anos sessenta.




Continua a cantar e bem.
Todavia, o corpo não resiste à erosão do Tempo. Aliás, como todos nós.
Contudo, a Alma está lá. É o que importa.



Etiquetas:

4 Comments:

Blogger redonda said...

Também acho. E ainda bem que assim é.

Vou tentar ouvi-la também.

quarta-feira, junho 09, 2010  
Blogger C.M. said...

Bom Feriado, Redonda!

quinta-feira, junho 10, 2010  
Anonymous Anónimo said...

"Tous les garçons et les filles de mon age...":-)

Ainda tem charme, não acham?

Maria

segunda-feira, junho 14, 2010  
Blogger C.M. said...

Então não tem? Lindoooooo!

terça-feira, junho 15, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home