Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

terça-feira, 19 de maio de 2009

A frase da noite é de Adriano Moreira.

A frase desta noite, no Programa "Prós e Contras" da RTP1, pertence a Adriano Moreira, um dos últimos grandes representantes do Estado Novo e derradeiro exemplo do verdadeiro homem de cultura e político empenhado na causa pública:


"As fronteiras de Portugal são hoje um apontamento administrativo".

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger JúliaML said...

era muito amigo do meu sogro

terça-feira, maio 19, 2009  
Blogger C.M. said...

Não me diga Júlia! Um dia há-de contar-me essas coisas, ok?
Gosto muito dele, acho que é uma benção uma pessoa com mais de 80 anos ter uma mente daquelas, um raciocínio perfeito, uma vasta cultura, um grande saber.

Ainda ontem lá em casa eu dizia que será uma perda incalculável para todos nós quando ele partir...

E que vida ele teve! Uma vida preenchida e aventurosa! Ele e Marcello Caetano ainda foram a África e conheceram algo do Império, agora o Salazar!...

Foi uma pena estes dois homens não terem podido fazer a tempo as reformas que se impunham e terem criado as condições para uma transição pacífica de Regime, sem contudo se dar o corte brutal que ocorreu com aqueles que estiveram por detrás do golpe do 25 Abril. Mas a História quase nunca traduz a realidade que desejamos...

terça-feira, maio 19, 2009  
Blogger JúliaML said...

sim, é verdade! escreviam-se e telefonavam-se frequentemente. Profissionalmente, estiveram ligados em projectos conjuntos, em África e por cá, numa Universidade. É uma homem muito inteligente e lucido, já não há homens dessa cepa.

sexta-feira, maio 22, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home