Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Da política-nojo.


Detesto escrever sobre a política concreta e comezinha deste País – dá-me nojo.

Todavia, e como os temas do XVI Congresso da Juventude Socialista, que teve lugar no Porto, “beliscam” os valores defendidos neste “blog”, não posso deixar de passar em claro tal “evento”, ainda que sob brevíssimas linhas, que as “teses” ali defendidas não merecem mais.

Já se sabe, pelo historial de tais congressos, que estes são apenas um “curso prático” para “carreiristas” políticos, futuros deputados da Nação (?!?), futuros ministros, futuros gestores (?!?) públicos.

Não constituem uma oportunidade séria para serem debatidos os verdadeiros problemas que atormentam os portugueses: o estado (moribundo) da nossa economia, o crescente desemprego, a precariedade laboral, os baixos salários, o endividamento das famílias, a subida das taxas de juro, a (des)educação, a saúde e, helás! a segurança (mais propriamente a falta dela).


Senão, atente-se:

Os temas abordados na Cidade Invicta foram os casamentos homossexuais, (a grande bandeira da juventude socialista), a adopção por casais 'gay', ou o reconhecimento, na lei portuguesa, da mudança de sexo.
Consideradas, pela JS, como grandes “conquistas”, alcançadas pelo primeiro-ministro, temos a despenalização do aborto, ou o fim do divórcio litigioso.



Como já disse alguém, somos governados por uma autêntica seita satânica…




Nota I: a foto é do "DN";
Nota II: Como nela se pode constatar, o Portugal de hoje é um "pavilhão" de alienados...

Etiquetas:

5 Comments:

Blogger JúliaML said...

então e os meus comentários? :-)

quinta-feira, agosto 07, 2008  
Blogger C.M. said...

Olhe, os anteriores não sei deles! Ai ai.... :-)

sexta-feira, agosto 08, 2008  
Blogger JúliaML said...

só perdoarei se for cumprir penitência lá todos os dias ao meu sítio, caso contrário,a vingança será terrivel.:-)

sexta-feira, agosto 08, 2008  
Blogger Cleopatra said...

Então e a carta de (desamor?
Já temos muitas reclamações.... Ai ai ai ai
O desafio está no ar.
Subiu de data de 8.7 para 8.8 08

sábado, agosto 09, 2008  
Blogger C.M. said...

Ai estas meninas!

Bem, essa penitência é bem mais fácil e gostosa de cumprir do que aquela que a Cleo me pede: como é que vou escrever uma carta de "desamor" ?

Hoje vou a banhos... talvez que a Sul a inspiração me assalte...

sábado, agosto 09, 2008  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home