Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

terça-feira, 13 de maio de 2008

13 de Maio - Dia de Maria: mas... não o são todos?


Estava para elaborar um texto acerca do dia de hoje, mas prefiro aqui colocar um pequeno trecho da importante (porque não faz quaisquer cedências ao actual poder político) homilia do Cardeal Saraiva Martins em Fátima:

“O homem de hoje, iludido e desiludido da vida, por vezes parece ter desistido de esperar. Caíram as consideradas certezas das ideologias; o bem-estar e o consumismo – que aparentemente satisfazem as nossas necessidades e exigências –, caíram esses sistemas que revelam, de facto, cada vez mais, a sua inconsistência, a sua radical incapacidade de fazer feliz o homem de hoje, do nosso tempo, o homem que encontramos todos os dias no caminho da nossa vida”.

“Só em Deus o homem se encontra plenamente a si mesmo”. “A Fé não é uma fuga das próprias responsabilidades ou um estéril dobrar-se sobre si mesmo: é fonte de luz e de força interior, que nos anima e nos permite afrontar corajosamente os problemas e os desafios da vida”.




Salve Regina! Salve Regina!
Ora pro nobis, Maria!
(...)
Olhai, ó Virgem do Céu
O mundo que pede luz.
Bendita sejais, Senhora,
Bendito seja Jesus.

(Do cântico mais belo sobre Maria - "Senhora Um Dia Descestes" - Mús: C.Silva; Texto: F. Melo).

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Júlia Moura Lopes said...

tenho muita fé em N. Senhora. No Verão, combino sempre cm uma amiga de adolescência, pegamos a camioneta e visito Fátima, deambulo por lá, à minha maneira :-)

Adoro! fico sempre no Solar da Marta, que é uma ex-freira, uma residencial acolhedora e familiar,mas requintada no trato, mesmo junto ao Santuário.

quarta-feira, maio 14, 2008  
Blogger C.M. said...

Curioso.. olhe, pelo nome não estou a "ver"... na próxima ida hei-de "procurar"...

Costumo ficar com umas amigas religiosas, as Reparadoras das Dores de Nossa Senhora de Fátima na Rua de Santo António, aquelas que precisamente fazem a adoração ao Santíssimo, em Fátima, de modo contínuo..

quarta-feira, maio 14, 2008  
Blogger Júlia Moura Lopes said...

experimente ir lá almoçar e verá que gosta!
Deus me perdoe, mas não consigo comer em restaurantes tipo "comedouros", onde "se come por comer"...

quarta-feira, maio 14, 2008  
Blogger C.M. said...

lá isso é verdade... o prazer da mesa é sagrado...

sexta-feira, maio 16, 2008  
Blogger Cleopatra said...

“O homem de hoje, iludido e desiludido da vida, por vezes parece ter desistido de esperar."

O HOmem de hoje não tem tempo. Pensa que vai morre logo à tarde...Quem sabe!

sexta-feira, maio 16, 2008  
Blogger C.M. said...

Temos falta de tempo para realizarmos aquilo que queremos, Cleo, é um facto. A "vida" suga-nos sem piedade...

domingo, maio 18, 2008  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home