Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

A Luz está próxima...


O dia de Reis ainda vem longe pelo que, dos meus queridos Reis Magos falarei em Janeiro. Hoje, gostaria de deixar aqui escrito o seguinte: Belchior, Gaspar e Baltazar, como Magos, ou seja, astrólogos, prescrutavam constantemente o firmamento, e assim descobriram a presença de um novo astro. Deixaram a sua terra para, após consultarem os seus pergaminhos, seguirem essa nova estrela.
Os seus papiros, cheios de palavras mágicas e fórmulas secretas, revelara-lhes este segredo: havia nascido o novo Rei da Judeia. Encontrado Este, aos seus pés depositaram ouro, incenso e mirra, prendas que simbolizavam a realeza, a divindade e a imortalidade do novo Rei.

Façamos como eles: caminhemos em direcção à estrela que é Jesus, fonte da nossa alegria e da nossa esperança.
Ele está quase a nascer...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home