Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Apenas temos o Presente.



Ao cair da noite, diz-me ela que eu não consigo viver o dia-a-dia, o presente.

Pois não. É uma inquietação que não sei explicar. E nem sei se o mar me dá a cura temporária para poder suportar um ano inteiro de trabalhos e canseiras…

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Margarida Pereira said...

Audácia imagética...
(e meditação transcendental...)

quinta-feira, agosto 06, 2009  
Blogger C.M. said...

Hum... por vezes é melhor não meditar...

sexta-feira, agosto 07, 2009  
Blogger Cleopatra said...

Vamos experimentar?

sábado, outubro 03, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home