Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sábado, 11 de abril de 2009

Meu Deus meu Deus, porque me abandonaste?


A propósito do artigo de Pedro Correia no Delito de Opinião, no qual se interroga sobre o silêncio de Deus perante os caminhos dramáticos que a humanidade trilha, e sobre a solidão de Jesus que, abandonado pelos homens, lança o grito lancinante do alto da cruz: " Meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste?"


Ele [apesar de só e abandonado pelos homens, inclusive pelos Seus Apóstolos (à excepção de João, o discípulo muito amado...] pôde tudo ultrapassar pela Sua fidelidade a seu Pai. É a demonstração da real possibilidade de um qualquer de nós permanecer na Fé, no Amor e na Esperança, apesar de todas as contrariedades, angústias e martírios.

Pelo Seu exemplo, muitos de nós que experimentaram já as agruras da vida, permanecem inabaláveis na Fé. Afinal, é na dor que nos revelamos fiéis ou infiéis. Em tudo, aliás...

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger Cleopatra said...

Deus não tem nada a ver com dor CM. E nunca nos abandona... Ai como me hei-de explicar? ..Vocês têm uma imagem de Deus tão... tão... tão terra à terra!!

sábado, abril 11, 2009  
Blogger LUA DE LOBOS said...

também estou de acordo com a Cleo...acho que isto está tudo muito desfocado da Verdade
Páscoa Feliz para vós.
xi
maria de são pedro

sábado, abril 11, 2009  
Blogger JúliaML said...

Deus não tem nada a ver com Dor, mas Jesus, o Seu Filho feito Homem e de carne e osso como nós, por uma fracção de segundos,num acto de desespero causado pela Dor, colocou em causa o amor de Seu Pai.

segunda-feira, abril 13, 2009  
Blogger C.M. said...

pois querdas amigas, mas nós homens somos muito doridos...

segunda-feira, abril 13, 2009  
Blogger JúliaML said...

são uns queixolas, pois são
:-))

deveremos agradecer o que temos, CM, até é pecado queixarmo-nos com tanta desgraça pelo Mundo..e com tantos a terem cada vez menos..

segunda-feira, abril 13, 2009  
Blogger C.M. said...

pois é verdade, querida amiga...

segunda-feira, abril 13, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home