Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

O Ministério Público e o Magalhães: “liaison” contra-natura.

O Ministério Público deu um prazo à autarquia de Torres Vedras para ser retirado o conteúdo inserto no "famoso" computador Magalhães, "menina dos olhos" deste governo, qual seja, imagens de mulheres nuas no ecrã do portátil.

Mas, e sem falsos moralismos ou pudores, e detestando a época do Carnaval (para Carnaval já nos chega o ano inteiro…), direi que se trata de um “excesso de zelo” por parte daquela “magistratura”.

Certamente por ordem do Procurador-Geral da República, homem que parece estar assim às ordens do poder político. O que se lamenta, sendo ele um juiz de carreira e que, por definição, deveria ser um homem livre e independente.

Depois, não venham as Cândidas deste País afirmar que o MP é uma magistratura independente…

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Margarida Pereira said...

Et voilá!
De tanto que já se escreveu e disse desde ontem, não li ou ouvi melhor.
Le crème de la crème.
Longa ausência sanada...

sexta-feira, fevereiro 20, 2009  
Blogger C.M. said...

Obrigado pelo elogio e pela falta relevada...o tempo foge-nos das mãos...

sexta-feira, fevereiro 20, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home