Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

domingo, 5 de outubro de 2008

Outro 5 de Outubro...


A terminar este dia 5 de Outubro, apenas quero aqui deixar, em oposição ao ideário republicano e laico, enformado do movimento ateu, maçónico e carbonário de 1910 (tal como em 1974), um pensamento de Teixeira de Pascoaes:


"O destino do Homem é ser consciência do Universo em ascensão contínua para Deus".





Nota: na imagem, o livro de Margarida Magalhães Ramalho - "1908 - Um olhar sobre o regicídio"


Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Zeca Portuga said...

Curiosamente, um regime imposto pela violência, comungando plenamente intolerância facciosa e fundamentalista, cultivada pelo ódio ateísta… arroga-se, hoje, no direito de se dizer um imaculado sistema politico, “geneticamente” defensor da liberdade, da igualdade e da fraternidade.

Daí que me arrepiem as associações de conceitos: “república e laicidade”, “república e liberdade”.

sábado, outubro 11, 2008  
Blogger C.M. said...

De acordo: com os conceitos, querem, de facto, enganar os incautos, meu caro...

segunda-feira, outubro 13, 2008  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home