Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

domingo, 11 de dezembro de 2011

“Stop à la christianophobie"





Os católicos franceses estão em “pé de guerra” por via de uma peça de teatro (?) que se encontra em exibição naquele País, qual seja, o actual “Golgota picnic”, exibida no “Théâtre du Rond Point”, sito na “Avenue Franklin D. Roosevelt”, ali perto dos Champs-Élysées, e com programação prevista de 8 a 17 de Dezembro.


No “site” do mencionado “Teatro”, pode ler-se a seguinte pérola (ente outras…):


“Golgota picnic met en scène une crucifixion tragique et trash. L’artiste démontre avec toutes ses armes que l’iconographie chrétienne est pour lui l’image même de la « terreur et de la barbarie “.


A reacção católica francesa contra esta espécie de espectáculos blasfemos não tem diminuído, bem pelo contrário, desde o tristemente conhecido “piss Christ d’Avignon”, um trabalho que se reclama da escultura mas que não passa de um vil ultraje à Fé católica. Dispenso-me de aqui explicar aquele horror…


Hoje, Domingo, terá lugar uma manifestação em Paris com o seguinte mote:


“Stop à la christianophobie - Appel à la manifestation : tous à Paris le 11 décembre 2011”. Rendez-vous de tous les catholiques à 14 heures à Paris, PLACE DE L'ALMA.


Estes católicos da França laica não estão adormecidos… e fazem frente às forças do Mal! Com efeito, atentemos no que disse o Abbé Régis de Cacqueray, numa procissão de desagravo realizada em frente do “théâtre du Rond Point” no passado dia 8 de Dezembro, Dia da Imaculada Conceição:


“ (…) Ne croyons donc pas qu’il existe trois camps. Il n’en existe que deux, celui de Jésus-Christ et de la sainte Eglise Catholique d’une part; celui du diable qui cherche à dévorer les âmes, comme un lion rugissant, pour les faire tomber dans le péché, les y maintenir et les précipiter en enfer, d’autre part (….)”.



Convenhamos que nunca ouvi neste País “tão católico” um Padre, Bispo ou Religioso consagrado exprimir-se deste modo…



Nota: a foto foi retirada do "site" do referido teatro, e escolhi a menos chocante...

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home