Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Os nossos livros...


"os livros onde apoiámos o sorriso venderam-se já."
( a Margarida o disse...).



Talvez um dia alguém os encontre num alfarrabista, com o nosso nome, as nossas notas à margem, os nossos sublinhados... e aí interrogar-se-ão: quem seria?

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Margarida said...

E saberemos nós quem somos?
Se quando perdidos no labirinto da paixão não sentimos o nosso coração, mas o outro?
Que és tu que me corres nas veias e abres as pálpebras devagarinho paa que veja o sol?
Quem és tu que dormes no meu colo em braçadas de flores?
Quem és tu, por quem sonho, sobretudo acordada?
Além do Espírito Santo existes tu, meu deus na terra.

quinta-feira, fevereiro 25, 2010  
Blogger C.M. said...

Uf, que poetisa!

sábado, fevereiro 27, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home