Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Santíssimo Nome de Maria.


Segundo disse o Padre Henri-Dominique Lacordaire, Maria comove-se quando Ela ouve o Seu Nome pronunciado por nós. Quando Ela escuta estas maravilhosas palavras: Avé-Maria!


Hoje, dia em que se celebra o Seu Santíssimo Nome, digamos, pois:


AVÉ-MARIA!
Em Tempo:
Hoje de manhã, antes do mergulho nos problemas desta vida terrena, encontrei um papelinho que eu sabia ter algures no caos que é o meu escritório. É o trecho do Padre Lacordaire que fala do Nome de Maria. Ei-lo:
"Ave Maria. Quando Maria ouviu esta saudação do Anjo Gabriel, imediatamente concebeu o Verbo de Deus. Agora, cada vez que uma boca humana Lhe repete estas palavras, Maria comove-se porque se lembra do momento que não teve igual nem no Céu nem na terra inteira."
Que beleza, Maria comover-se...

1 Comments:

Blogger redonda said...

Pareceu-me uma ideia muito bonita e acalentora.

domingo, setembro 23, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home