Dies Domini

Sartre escolheu o absurdo, o nada e eu escolhi o Mistério - Jean Guitton

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Reino Portugal Padroeira: Nª Srª Conceição, Portugal

Monárquico e Católico. intransigente defensor do papel interventor do Estado na sociedade. Adversário dos anticlericais saudosos da I República, e de "alternativos" defensores de teses “fracturantes”. Considera que é tempo, nesta terra de Santa Maria, de quebrar as amarras do ateísmo do positivismo e do cientismo substitutivo da Religião. Monárquico, pois não aliena a ninguém as suas convicções. Aliás, Portugal construiu a sua extraordinária História à sombra da Monarquia. Admira, sem complexos, a obra de fomento do Estado Novo. Lamenta a perda do Império, tal como ocorreu.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Natal: saber esperar...


Nesta noite de Natal, após um ano tão difícil a todos os títulos, descubro uma faceta da verdade das nossas vidas e um grande conforto nas palavras de Frei Maria Rafael (canonizado por Bento XVI em 2009), palavras essas que resumem toda a nossa vida, a nossa constante luta pela perfeição:


"(...) Deus pede-nos que vivamos esta vida, ainda separados dele, e por pouco tempo soframos as penalidades do corpo, as misérias do espírito e as fraquezas da carne... Eis o verdadeiro martírio para o que ama a Deus e suspira pela paz da vida eterna."


Frei Maria Rafael, "Saber Esperar " (Pensamentos), ed. Paulinas, 2009.

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Margarida said...

É sempre um bálsamo ler as suas escolhas, notas e reflexões.
Bem-haja.
E, sobretudo em momentos penosos, creia que não está só.
Existe quem ore por si.

sexta-feira, dezembro 24, 2010  
Blogger C.M. said...

Obrigado, Margarida, pelas suas lindas palavras.

Um Santo Natal para si, com tudo de bom e maravilhoso.

sábado, dezembro 25, 2010  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home